Procon orienta consumidor sobre golpe da pirâmide financeira

A A A

O Procon Goiás, cumprindo o seu papel de conscientizar e alertar o consumidor, se vê na obrigação de orientar quem aderiu ou pretende aderir ao esquema de pirâmide financeira que em Goiás, assim como em sete Estados brasileiros, já está sendo investigado pelo Ministério Público (MP/GO).

O Ministério da Justiça alertou o Procon Goiás, por meio de um Boletim de Proteção ao Consumidor e Fornecedor, que aborda os golpes de investimentos. Este foi repassado aos órgãos de defesa do consumidor juntamente com a tarefa de alertar os consumidores sobre os perigos destes golpes.

É de suma importância lembrar que quase todos os golpes oferecem rentabilidade atraente, pouco detalhamento de risco, sentido de oportunidade que não pode ser perdida, entre outras supostas vantagens. Por isso o Procon Goiás orienta: fique atento!

O golpe

As chamadas “Pirâmides” são um golpe no qual os pagamentos aos investidores são provenientes de novas aplicações. Quando o dinheiro não é suficiente para cobrir os resgates, estes começam a atrasar e são, finalmente, interrompidos, gerando perdas para os que investiram.

No caso do golpe da pirâmide invertida, o usuário paga uma taxa de adesão e a parir daí passa a ser um divulgador, recebendo semanalmente por isso. Por cada indicação, ele recebe uma comissão, assim como pelos ganhos semanais da pessoa indicada. E isso acontece sucessivamente.

O Procon Goiás orienta:

Antes de investir, é fundamental:

  • Investigar a empresa
  • analisar as promessas de retorno
  • verificar o ofertante e o intermediário
  • não ter receio de fazer perguntas
  • decidir com calma

Depois de investir, é importante:

  • não repassar a senha para terceiros
  • acompanhar as operações
  • procurar a polícia, já que trata-se de um crime contra a economia popular

Mais informações:
Assessoria de Imprensa – Procon Goiás
(62) 3201-7134
imprensa@procon.go.gov.br
Michelle Rabelo: 9926-2522
Lucas Santos: 8210-2973 /// 8116-6192
Eurico Rocha: 8447-1881 /// 8529-1065

A A A

Espalhe na rede

1 Comentário

  1. Oduíno disse:

    Com a facilidade que se tem hoje em dia de pesquisar a empresa pela internet, só cai em golpes as pessoas com baixo nível de instrução ou desinformadas. Dinheiro FÁCIL não existe! É preciso investigar se é ou não um MMN legítimo para depois se cadastrar, tem que ter venda de produto ou serviço como principal fonte de renda do negócio!

    Responder

Deixe seu comentário

Webmaster - SSPJ