SAC

Fonte: A A A

NÃO SE TRATA DE RECLAMAÇÃO FORMALIZADA AO PROCON GOIÁS, MAS SIM, UM ESPAÇO NO PORTAL DO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA PARA AVALIAR A QUALIDADE DO SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR – SAC DAS EMPRESAS.

Objetivo: Relatar como têm sido os serviços de atendimento ao consumidor (SACs) das empresas reguladas pelo Decreto nº 6.523/08.
Na página, o consumidor poderá dizer se o atendimento foi adequado, se o atendente resolveu as pendências e se o tempo de espera foi respeitado, entre outras possibilidades. “Será um termômetro, mais um instrumento de monitoramento dos SACs”, disse a secretária de Direito Econômico do Ministério da Justiça, Mariana Tavares.

As informações do consumidor poderão ser utilizadas para ações de fiscalização e outras medidas a serem tomadas pelo Sistema Nacional de Defesa do Consumidor (SNDC), como a formulação de políticas públicas sobre o assunto. A secretária esclarece que o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), vinculado à Secretaria de Direito Econômico (SDE), não irá funcionar como um Procon. “As reclamações devem continuar a ser feitas nos Procons. A página será um espaço para o consumidor nos dizer como tem sido o atendimento das empresas, para que possamos ter uma melhor compreensão do que funciona, do que precisa ser feito”, completou.

Caso o consumidor tenha interesse em apresentar uma reclamação para solução individual, poderá dirigir-se à sede do Procon Goiás, postos de atendimento Vapt-Vupt, ou pelo Procon Web.

É obrigatório que o internauta registre seu nome, CPF e número do serviço de SAC – call center da empresa que ligou.

 

CLIQUE AQUI



Fechar Acessibilidade