Procon Goiás alerta: Preço do protetor solar pode oscilar até 119% mais caro

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Procon Goiás divulga pesquisa de preços de itens de proteção solar

Goiânia, 26 de fevereiro de 2019 – Os foliões que vão curtir o feriado prolongado de Carnaval, já no próximo final de semana, devem ter uma preocupação a mais com a proteção contra os raios solares. Itens como protetor solar, protetor labial e loção hidratante pós-sol, não podem ficar de fora da mala.

Por isso, visando garantir economia na hora da compra e orientar acerca dos cuidados a serem observados na aquisição e utilização desses produtos, o Procon Goiás visitou 12 estabelecimentos da capital (drogarias e supermercados), entre os dias 14 e 25 de fevereiro, e verificou os preços de 46 itens de proteção solar, repelentes, etc.

Variação nos preços chega a 119% nos supermercados e 83% nas drogarias

Para a comparação dos preços, foram considerados produtos idênticos, ou seja, mesma marca e mesmo tamanho. Como os preços desses produtos não são tabelados, a pesquisa de preços se torna fundamental para o consumidor conseguir economizar.

Veja alguns exemplos de variações entre menor e maior preço:

(Fonte: Procon)

(Fonte: Procon)

Kit de proteção solar com apenas quatro itens, pode variar até 68%

Com intuito de demonstrar ao consumidor a importância de pesquisar, o Procon Goiás montou um kit com apenas quatro itens idênticos (mesma marca e mesmo tamanho). Considerando os menores preços encontrados na pesquisa, o kit custará R$ 85,69. Já considerando os maiores preços, esses mesmos produtos podem custar até R$ 144,17, uma elevação de 68,25%.

Os consumidores que pesquisarem antes de decidirem comprar os itens poderão ter uma economia de até 40,56%.

Veja tabela abaixo:

(Fonte: Procon)

(Fonte: Procon)

Orientações gerais (compra e uso)

O primeiro passo antes de comprar qualquer produto é pesquisar. No entanto, em se tratando de produtos de proteção solar, é essencial estar atento à qualidade do produto e observar as informações contidas na embalagem do item, como: composição, contra-indicação, nível de proteção, tipo de pele indicada, instruções de uso, identificação do fabricante e o registro no Ministério da Saúde.

De acordo com o boletim divulgado pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), é necessário usar diariamente protetor solar com fator de proteção (FPS) de no mínimo 15, independentemente da cor da pele e evitar a exposição do sol entre 10h e 16h. O uso de chapéu com abas, óculos escuros e roupas apropriadas também ajudam as pessoas a se protegerem dos raios ultravioletas emitidos pelo sol.

É preciso passar protetor nas partes mais vulneráveis ao sol como orelhas, pescoço, nariz, pés e mãos. No entanto, a simples utilização do produto não garante a prevenção total e não significa que a pessoa pode ficar exposta ao sol por muito tempo.

Ao adquirir protetor solar, o consumidor deve estar atento ao número do FPS mencionado no rótulo que identifica o grau de proteção oferecida.

Como alguns produtos podem causar irritações e alergias, o consumidor deve fazer a prova de toque, onde se aplica pouca quantidade do produto numa pequena região do corpo, seguindo rigorosamente as instruções do fabricante. Desse modo, será possível observar a reação que o produto pode causar na pessoa que for utilizá-lo.

Além de todas essas orientações, o Procon Goiás ainda salienta sobre outro produto que deve ser usado com abundância e sem moderação para os foliões: a água mineral.

Para acessar o relatório da pesquisa, clique aqui.

Para acessar a planilha da pesquisa, clique aqui.

Atendimento Procon Goiás (Dúvidas, reclamações e denúncias)

Os consumidores que se sentirem prejudicados podem entrar em contato com o  Procon Goiás através dos seguintes canais de atendimento:

Presencial: Realizado na sede do Procon Goiás, localizada na Rua 8, nº 242, Setor Central, em Goiânia; e também nas unidades de atendimento Vapt Vupt.

Internet: Disponível através da plataforma ProconWeb.

Telefone: Moradores do município de Goiânia podem entrar em contato através do Disque Denúncia (151). Já os moradores do interior devem  ligar para o número (62) 3201-7124

 

Assessoria de Imprensa do Procon Goiás
(62) 3201-7134

Compartilhar: