Grill: risco de choques e incêndio

1857
0

O resultado dos testes com nove churrasqueiras vendidas no mercado foi alarmante: nenhuma delas é segura e o consumidor está sujeito a tomar choques, se queimar, ter a rede elétrica de casa danificada ou ainda ser vítima de um incêndio. Elas funcionam com bandejas de água e são indicadas para uso em ambientes internos, porque não fazem fumaça.

A Pro Teste Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, que avaliou as churrasqueiras, verificou também o desempenho dos aparelhos em grelhar lingüiças e picanhas e a facilidade de uso. Mas certamente o teste mais importante foi o da segurança. Os defeitos aparecem logo no exame das características. Toda churrasqueira elétrica deveria ter isolamento térmico e elétrico nos pontos em que o usuário pode tocá-la. Mas só dois aparelhos tinham alguma forma de isolamento térmico – e na carcaça, não na grelha.

Dois modelos não tinham nem empunhadura. Além disso, a corrente elétrica que alimenta as resistências estava quase sempre acima dos 10 ampères, limite para o qual os circuitos de uma casa são normalmente projetados. Isso pode levar ao superaquecimento dos condutores e danificar a rede elétrica da casa.

No exame da segurança elétrica, dois aparelhos foram eliminados: Bluesky e Cherubino. Quem usa o primeiro pode levar um choque, porque ele não tem resistência isolada, permitindo que a corrente elétrica passe para a carcaça. Já no segundo o cabo de força não é preso adequadamente e pode ser solto facilmente com um puxão ou uma torção acidental. Na avaliação de segurança térmica, sete modelos foram reprovados. Foi feito o teste previsto pela norma técnica, que mede a temperatura da mesa onde é colocada a churrasqueira em funcionamento, com a bandeja sem água. Todas deixaram a mesa com mais de 150°, com exceção de duas marcas, Mister Grill e Natura Grill. O mais grave ocorreu com a Fischer Gourmet Grill, que deixou a mesa com 280°. Como a bandeja fica diretamente sobre a mesa neste aparelho, há risco de incêndio, se ela for de madeira.

Diante dos resultados, a associação não recomenda a utilização desse tipo de produto. Quem já tem uma dessas churrasqueiras deve ter a cautela de utilizá-la com luvas térmicas. Os dois modelos não eliminados, Mister Grill e Natura Grill, também apresentaram problemas de segurança, mas menos graves, recebendo o conceito de “aceitável” no teste.

A Pro Teste alerta que nada foi feito nessa área para proteger o consumidor, porque os resultados são os mesmos de outro teste feito no início de 2003. Por isso, está exigindo que os produtos sejam retirados do mercado para reformulação.Os produtos testados foram: Acoplás Grill, Bluesky BLK 4012, Cherubino, Fischer Gourmet Grill, Layr Diet, Light Grill, Mister Grill, Natura Grill e Suprema Grill. Mais detalhes do teste podem ser obtidos no site www.proteste.org.br .

Compartilhar:

PROCON GOIÁS INFORMA

A partir desta quarta-feira (22/5), a Unidade Padrão Vapt Vupt, sede do Procon Goiás (Rua 8, nº 242, Ed. Torres, Centro de Goiânia), terá novo horário de funcionamento: das 8h às 17h.

O horário de expediente dos serviços administrativos realizados no órgão permanece das 8h às 18h.