Procon Goiás dá dicas de segurança sobre compra de pacotes de viagem pela internet

Foto: Reprodução/Internet

Goiânia, 22 de fevereiro de 2019 – O feriado prolongado de Carnaval, que neste ano será comemorado entre os dias 2 e 5 de março, está chegando. Muitos consumidores decidem de última hora aproveitar as promoções oferecidas pela internet para viajar, seja para descansar ou cair na folia.

Por isso o Procon Goiás recomenda que os consumidores avaliem com cautela as condições ofertadas por sites ou aplicativos especializados, que oferecem passagens aéreas e pacotes de viagens – que podem incluir desde o transporte, hospedagem e alimentação, até traslados, passeios opcionais e serviços complementares a preços acessíveis, para evitar uma futura dor de cabeça.

Em 2019, o Procon Goiás registrou 22 atendimentos de consumidores que tiveram problemas com o pacote de viagens comprado pela internet. O problema mais recorrente refere-se às cobranças indevidas e/ou abusivas. Em sequência, a rescisão e alteração unilateral do contrato; e dificuldades no cancelamento da compra.

Recomendações

Para evitar problemas durante a viagem, o Procon Goiás elaborou algumas dicas para orientar o consumidor na hora da aquisição de pacotes de viagens pela internet:

  • Programe a viagem com antecedência e certifique-se sobre a efetivação do pacote;
  • Fique atento ao que é ofertado no pacote (nacionais e internacionais; individuais e coletivos);
  • Verifique se a agência de turismo está regularmente cadastrada junto ao Ministério do Turismo através do site https://cadastur.turismo.gov.br/hotsite/#!/public/sou-turista/inicio ;
  • Guarde todos os materiais publicitários relacionados à compra do pacote de viagem ou passagem aérea (recortes de jornais, revistas, “prints” de sites, e-mails trocados durante a negociação, etc.);
  • Exija as confirmações de reserva, passagem e demais serviços por escrito, conferindo informações de check-in, check-out e taxas.

É importante saber os detalhes do serviço oferecido, pois caso haja descumprimento de alguma parte do contrato, esse mesmo material  pode ser usado para posterior reclamação ou reivindicação de direitos no Procon Goiás ou na Justiça.

Cancelamento

Em caso de cancelamento da viagem, se a iniciativa for por parte da agência, ela deve fazer o reembolso da quantia paga, incluindo prejuízos financeiros e possíveis danos materiais ou morais. No entanto, se o consumidor quiser cancelar o serviço, deve fazê-lo por escrito, atendo-se ao que dispõe o contrato e ao valor total do pacote, uma vez que a empresa pode cobrar multa, sendo que nas compras pela internet o consumidor deverá seguir as orientações do site.

Quanto mais próximo da viagem ocorrer o cancelamento, maior será o valor a ser pago.

Atenção aos sites  

  • Verifique as “super ofertas” que chegam até você. Faça cotação e não se deixe levar por impulso pelo preço acessível. Observe a procedência do site e as vantagens proporcionadas;
  • Examine as medidas que o site adota para garantir a privacidade e segurança dos usuários;
  • Apure se o site tem a proteção do Certificado Digital SSL. Analise se no browser há um cadeado fechado. Ele fica em algum lugar da janela do navegador e indica “cadeado de segurança”. Ao clicar sobre ele, confirme se o certificado digitado está válido e em nome da loja;
  • Recomenda-se fazer a verificação do Selo de Segurança do site. A conferência é feita da mesma forma do item acima, mas no rodapé da página;
  • Ao acessar o site da loja, confira se o HTPP tem a letra S. Caso esteja HTPPS, você está em um ambiente seguro e pode expor seus dados;
  • Busque informações sobre o site, verifique se há reclamações no  site do Procon Goiás
  • Busque referências com amigos ou familiares, que já utilizaram o serviço do site
  • Verifique qual o endereço físico do fornecedor e se existe algum telefone ou e-mail para esclarecimento de eventuais dúvidas. Como procedimentos para reclamação, devolução do produto, prazo para entrega, entre outros;
  • Não forneça informações pessoais desnecessárias para realização da compra;
  • Guarde todos os dados da compra, seja por meio eletrônico ou mesmo impresso. Como, nome do site, itens adquiridos, valor pago , forma de pagamento, número de protocolo da compra ou do pedido, etc.
  • É importante que verifique o endereço físico da empresa e seus dados cadastrais, como CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica. O consumidor pode checar os dados cadastrais da empresa acessando www.registro.br;
  • Exija Nota Fiscal;
  • Imprima o contrato firmado ou arquive em meio digital seguro que permita uma futura impressão.

Atenção!

Veja no link abaixo uma lista com mais de 500 sites suspeitos. Verifique aqui a relação deles. (Fonte: Fundação Procon São Paulo)

Atendimento Procon Goiás (Dúvidas, reclamações e denúncias)

Os consumidores que se sentirem prejudicados podem entrar em contato com o  Procon Goiás através dos seguintes canais de atendimento:

Presencial: Realizado na sede do Procon Goiás, localizada na Rua 8, nº 242, Setor Central, em Goiânia; e também nas unidades de atendimento Vapt Vupt.

Internet: Disponível através da plataforma ProconWeb.

Telefone: Moradores do município de Goiânia podem entrar em contato através do Disque Denúncia (151). Já os moradores do interior devem  ligar para o número (62) 3201-7124

Assessoria de Imprensa do Procon Goiás
(62) 3201-7134

Compartilhar:

PROCON GOIÁS INFORMA

A partir desta quarta-feira (22/5), a Unidade Padrão Vapt Vupt, sede do Procon Goiás (Rua 8, nº 242, Ed. Torres, Centro de Goiânia), terá novo horário de funcionamento: das 8h às 17h.

O horário de expediente dos serviços administrativos realizados no órgão permanece das 8h às 18h.