Consumidores interessados em participar do Programa Luz Solidária, da Enel, podem consultar planilha de preços elaborada pelo Procon Goiás

Consumidores interessados em participar do Programa Luz Solidária, da Enel, podem consultar planilha de preços elaborada pelo Procon Goiás

Descontos de 50% serão concedidos a partir desta segunda (19/8). Intenção do Procon Goiás é evitar propaganda enganosa

Goiânia, 19 de agosto de 2019 – A partir desta segunda-feira (19/8), consumidores podem aderir ao Programa Luz Solidária, da Enel, que oferece desconto de 50% (cinquenta por cento) na troca de aparelhos de ar condicionado e geladeiras usadas, com no mínimo cinco anos de uso, por equipamentos novos e que consomem menos energia.

Neste ano, o programa oferece R$ 12,7 milhões em descontos em produtos nas lojas credenciadas: Fujioka Eletro Imagem S/A e a Novo Mundo Móveis e Utilidades Ltda. A promoção vale até atingir o valor total de bônus disponível. O limite de compra para cada consumidor é de R$ 4 mil.

Com o propósito de garantir, de fato, economia para o consumidor, de forma a garantir que as informações sejam repassadas de forma clara, precisa e ostensiva, principalmente em relação aos preços praticados por cada estabelecimento, a Gerência de Pesquisa e Cálculo do Procon Goiás coletou, na última sexta-feira (16/8), os preços de 121 produtos, sendo 44 aparelhos de ar condicionado e 77 geladeiras de diferentes marcas e modelos, em 13 estabelecimentos da região central de Goiânia, em Campinas e shoppings centers.

Comparação de preços
Posteriormente, fiscais do Procon Goiás farão a comparação dos preços praticados durante o programa. Caso identifiquem elevação nos preços, como forma de camuflar o desconto, o estabelecimento será autuado e responder um processo administrativo junto ao órgão.

A intenção é evitar propaganda enganosa em relação ao preço final do produto. Se o consumidor pretende comprar um produto específico, poderá acessar a planilha de preços divulgada pelo órgão e verificar se o equipamento que pretende adquirir teve seu preço anterior coletado pelo Procon Goiás. Com o intuito de resguardar os direitos dos consumidores, o órgão ainda notificou nesta segunda (19/8) as duas redes varejistas a apresentarem os preços praticados no mês de julho para efeitos de comparação. As empresas terão o prazo de até dez dias para apresentar toda a documentação solicitada.

Caso encontre o produto e perceba que seu valor sofreu acréscimo, poderá fazer uma denúncia junto ao Procon Goiás. Na sequência, os fiscais visitarão o estabelecimento para verificar a possível irregularidade e o estabelecimento poderá ser autuado. Para mais informações como regras para participação no programa, consulte o site do Programa Luz Solidária www.luzsolidaria.com.br ou baixe o aplicativo Luz Solidária.

O Procon Goiás alerta, ainda, que o consumidor não é obrigado a adquirir, no ato da compra, o serviço de garantia estendida oferecido pela loja. Caso o estabelecimento insista com essa prática, que pode configurar a venda casada, pode ser denunciado junto ao órgão.

Clique aqui para acessar a planilha de preços completa.

 

Compartilhar: