Procon Goiás orienta consumidor que pretende usar o 13º salário para quitar dívidas

Procon Goiás orienta consumidor que pretende usar o 13º salário para quitar dívidas

Além das compras de Natal, muitos consumidores planejam utilizar o dinheiro extra do 13º salário para ficarem livres das dívidas, visto que, geralmente, as empresas costumam enviar cartinhas com propostas que, à primeira vista, podem parecer tentadoras, com descontos que podem chegar a 90%. Em muitos casos a dívida é tão antiga que o consumidor não consegue avaliar se a proposta apresentada tem ou não alguma vantagem e, até mesmo, se o cálculo da dívida atualizada pela empresa está de fato correto.

Mas como saber se as condições propostas para regularização financeira são mesmo favoráveis ao bolso? O Procon Goiás pode ajudar a solucionar esse problema, porque realiza a atualização dos cálculos apresentados, avalia as condições oferecidas pelas empresas credoras e, por fim, com o consentimento dos consumidores, faz a mediação dos acordos  com as instituições.

Em outubro de 2018, 374 consumidores  interessados em saber o valor atualizado da dívida, ou até mesmo para comparar com o saldo apresentado pelo banco ou financeira solicitaram 2.275 cálculos ao órgão. Isso representa acréscimo de 29,41% em relação ao mês de setembro, que registrou 289 solicitações. O principal cálculo realizado foi referente à liquidação antecipada.

Em outubro, 627 pessoas procuraram o Procon Goiás para renegociar suas dívidas,  7,36% a mais do que em setembro,  quando foram atendidos  584 consumidores. O índice de acordos supera 80%.

Prioridades

Para quem pretende aproveitar melhor o dinheiro extra do 13º salário, o PROCON Goiás sugere a negociação das dívidas que possuem maiores taxas de juros e que crescem rapidamente como as do cheque especial e cartão de crédito.

Para aqueles consumidores que estão com as contas no azul, mas possuem contratos com taxas de juros embutidos como compra a prazo, empréstimos, financiamentos, etc, mesmo em dia, vale a pena aproveitar o dinheiro extra para antecipar tudo ou algumas parcelas, com desconto proporcional dos juros e demais acréscimos, conforme previsto pelo Código de Defesa do Consumidor. Desta forma, ao optar pela antecipação total ou parcial, o consumidor também pode solicitar o cálculo junto ao Procon Goiás e comparar com o valor apresentado pela empresa.

Caso de atendimento

Um consumidor, titular de dois cartões de crédito dos bancos Itaucard e Banco Santander, com débitos atualizados até a data da negociação nos valores de R$ 1.615,98 e R$ 2.689,93, buscou o serviço do órgão.  Depois que os atendentes  contataram as instituições, foi firmado acordo para pagamento à vista, sendo os valores  fixados para a quitação do débito total no valor de R$ 500 referente ao cartão do banco Itaucard e de R$ 860,78 referente ao banco Santander.

Neste caso, a redução do valor da dívida atualizada foi de 69,05% e 68%, respectivamente. Vale ressaltar que o desconto é uma liberalidade da empresa, devendo o consumidor honrar, com pontualidade, os pagamentos  sob pena de quebra de acordo e retorno atual da dívida.

Serviço do Núcleo

Para ter acesso ao Núcleo de Renegociação de Dívidas, o consumidor deve ir até a sede do órgão de defesa do consumidor, que fica na Rua 8, nº 242, no Centro e buscar o atendimento na Unidade Padrão Vapt Vupt Procon. Outro canal de atendimento disponível é o ProconWeb (https://proconweb.ssp.go.gov.br).

Assessoria de Imprensa do Procon Goiás

Jornalista responsável: Gabriela Louredo

(62) 3201-7134

Compartilhar: