PROCON Goiás divulga pesquisa de preços de material escolar

Produtos idênticos podem variar até 593%

Dependendo do produto, aumento médio chega a 81%

Aprenda como identificar abusos na lista de material escolar

 

Goiânia, 05 de janeiro de 2021 – Depois de um ano escolar atípico, praticamente inteiro de ensino pela internet, pais e alunos já precisam se preocupar com mais uma despesa comum de início de ano: o material escolar.

Aparentemente, pelo que já foi visto até o momento, a lista de material escolar deste ano está um pouco mais concisa que a do ano passado, conforme informações repassadas por funcionários das papelarias visitadas pelos pesquisadores do PROCON Goiás.

De qualquer forma, com intuito de auxiliar o consumidor na busca pelo menor preço e economia, o PROCON Goiás divulga uma pesquisa de preços de 121 itens que fazem parte da lista de material escolar, pesquisados em 15 papelarias da capital no período de 14 a 29 de dezembro de 2020. Além disso, nem todo material precisa ser novo, conforme explica Gleidson Tomaz, gerente de Pesquisa e Cálculo do órgão: “Em um ano atípico como o de 2020, muitos itens ficaram sem uso ou podem estar em condições de serem reaproveitados. O material escolar não é da escola e sim dos alunos, por isso, é interessante solicitar junto à escola os materiais que restaram do ano passado e avaliar a possibilidade de reaproveitá-los”.

Além das informações de preços, o relatório da pesquisa também tem o propósito de orientar os consumidores a respeito dos abusos praticados por algumas instituições de ensino e ainda uma série de dicas e orientações ao consumidor pra evitar dor de cabeça após a compra.

 

Produtos idênticos varia até 593%

 

Na comparação entre menor e maior preço, o PROCON Goiás tem o cuidado de comparar preços para produtos idênticos, ou seja, mesma marca e mesmo modelo, e ainda assim, as variações são surpreendentes.

 

A maior variação registrada foi verificada no lápis preto nº 2 – evolution – Bic. Os preços variaram entre R$ 0,75 a R$ 5,20, variação de 593,33%.

 

Veja algumas variações entre menor e maior preço:

 

PRODUTO MARCA MENOR MAIOR VARIAÇÃO
PREÇO PREÇO %
Lápis preto nº 2 – Evolution Bic  R$       0,75  R$         5,20 593,33
Borracha Branca nº 60 Mercur R$        0,32 R$          2,10 556,25
Caneta esferográfica – Cristal Bic R$        1,00 R$          6,00 500,00
Caneta Marca Texto – Amarela – Grif Pen Faber Castell R$        2,50 R$        12,90 416,00
Pincel de pintura cerda chato nº 14 Tigre R$         1,99 R$          9,99 402,01
Lapiseira 5 mm Pentel R$        7,90 R$        31,50 298,73
Caderno universitário – espiral – capa dura 20 mat – Tilibra Mais Tilibra R$        9,50 R$        37,00 289,47
Placa de isopor – 2,0 mm Centro Oeste R$        3,00 R$        10,50 250,00
Lápis de cor – grande 24×1 – aquarelavel Faber Castell  R$     21,50  R$       68,00 216,28
Giz de cera grosso – c/12 Faber Castell  R$       4,70  R$       12,90 174,47
Caneta hidrocor – ponta grossa – JUMBO c/ 12 unid Faber Castell  R$     19,90  R$       49,90 150,75
Cola líquida branca – 35 gr Tenaz R$        2,90 R$          6,45 122,41
Tinta Guache – c/6 Faber Castell R$        4,50 R$          9,90 120,00
Bloco de papel colorido – 325 x 235 mm –  cores – 32 fls Romitec  R$       9,00  R$       17,50 94,44
Resma de papel sulfite – Ofício 2 – 500 fls Chamex Report  R$     23,00  R$       36,90 60,43

 

 

Em média, produtos estão até 13,54% mais caros

 

Apesar de relatado pelos funcionários das papelarias visitadas que as listas estão mais enxutas esse ano, os produtos estão pesando mais no bolso dos pais e alunos.

Comparando os preços médios dos produtos que figuraram no levantamento de preços do ano passado e que permaneceram na pesquisa atual, percebe-se que no geral, houve um aumento de 13,54%.

 

No entanto, individualmente, foi registrado aumento de até 81%. É o caso, por exemplo, da lapiseira 5 mm da marca Cis. No ano passado era vendida em média a R$ 4,13 e atualmente, a R$ 7,49, aumento de 81,30%.

 

Veja outros exemplos de aumento ou reduções médias

 

PRODUTO MARCA PREÇO MÉDIO PREÇO MÉDIO VARIAÇÃO
jan/20 jan/21 %
Lapiseira 5 mm Cis  R$                 4,13  R$                7,49 81,30
Lápis preto nº 2 – 1ª linha – Triangular c/ Grip Faber Castell  R$                 1,63  R$                2,30 40,80
Lápis de cor – Grande – 12 x 1 Multi Collor  R$                 6,53  R$                9,09 39,20
Borracha branca nº 60 Mercur  R$                 0,52  R$                0,72 38,85
Papel sulfite – A4 – Chamequinho – colorido 210 x 297 Chamequinho R$                  5,62 R$                6,83 21,58
Cola líquida Branca – 35 gr Tenaz R$                  3,24 R$                 3,82 17,90
Caderno universitário espiral – capa dura – 10 mat – Tilibra Mais Tilibra  R$               13,62  R$              15,60 14,54
Tinta Guache – 250 gr Acrilex  R$                6,87  R$                7,57 10,24

 

 

 

Atenção aos abusos em itens da lista de material escolar

 

O valor da mensalidade escolar é definido pela escola com base na planilha de custos, onde já estão inclusos todas as despesas de custeio, ou seja, os materiais de uso coletivo. Desta forma, quando a escola inclui alguns desses itens de uso coletivo e que não será utilizado no processo didático pedagógico, configura prática abusiva, pois onera excessivamente o consumidor.

 

Quando surgir dúvida sobre algum item, questione junto à escola pra qual finalidade será utilizado. Por exemplo, há casos em que uma pequena quantidade de copos descartáveis ou pequena quantidade de papel higiênico, seja utilizado para trabalhos de arte com colagem e pintura, e não necessariamente para uso pessoal coletivo.

 

Vale lembrar que a escola também não pode exigir marca, modelo ou determinar o local da compra do material escolar. Cabe aos pais adquirirem os produtos nos estabelecimentos de sua preferência.

 

Dicas para economizar

 

Solicite junto à escola uma lista dos materiais que restaram do ano letivo anterior e avalie a possibilidade de reaproveitá-los como tesouras, caixa de lápis de cor, canetas, etc, antes de saírem às compras.

 

Saiba que o consumidor pode, caso queira, adquirir somente os produtos que serão utilizados no primeiro semestre do ano letivo e, posteriormente, quando a demanda diminuir, poderá adquirir o restante do material.

 

 

Para acessar a planilha de preços clique aqui

Para acessar o relatório da pesquisa clique aqui

Compartilhar: